Páginas

15 fevereiro 2009

O FATO JURÍDICO SE IMPÕE SOBRE TODAS AS OUTRAS ARGUMENTAÇÕES.

Uma segunda chance.
No caso do julgamento do processo de cassação do governador do Maranhão a defesa feita pelos advogados do governador deixou simplesmente a desejar, sendo literalmente entregue nas mãos do grupo adversário o mandato de governador, após aquelas argumentações puramente sem fundamento jurídico, realizadas pelos defensores do governador.
O fato jurídico que consta na petição, é que deve ser discutido, não denúncias sobre o governo anterior da sucessora do ex- presidente Sarney, pois caso esta fosse a pretensão deveria ajuizar-se um processo contra a ex-governadora no mesmo sentido.
Ademais qualquer acadêmico de direito, sabe que aos advogados de defesa, cabem refutar acusações, no caso específico de: abuso de poder econômico , político e captação ilícita de votos e não argumentar fatos sobre a corrupção que houvera no governo Roseana, pois deste modo estará sacramentada a cassação e o valor destes advogados.
Os advogados não devem tomar a causa como própria ou emocionalmente, porém apergar-se repito, aos fatos jurídicos.
Faz se mister relatar, que o povo espera as mudanças prometidas que demoram a chegar para o conhecimento de todos, entretanto é claro que algumas já foram notavelmente percebidas, a começar pelos "novos" políticos que ocupam o palácio dos leões que estão preocupados somente em estar com os bolsos cheios de dinheiro, entretanto a mudança prometida de elevar IDH, distribuição de riquezas, implantação de indústrias, turismo, entre outras dezenas, não vimos nem sombra, deste modo será que a cassação ilegítima nos beneficiaria ou prejudicaria?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário