Páginas

03 maio 2011

BIN LADEN, A LENDA!

Tal qual  Elvis Presley o maior cantor de rock que muitos falam que não morreu e até hoje sobrevive nos imaginários coletivos, o terrorista que destruiu as torres gêmeas em Nova Iorque, nos Estados Unidos,  dando o golpe mais humilhante na potência militar ianque, está sendo transformado em um mito pelo próprio governo norte americano.

A operação que supostamente teria morto o terrorista, segundo informações dos diversos órgãos de notícias estaria sendo desenvolvida há 4 anos pelas agências de espionagens que descobriram seu paradeiro em uma mansão no Paquistão, em que se refugiava.
Os noticiários dão como certa a morte de Bin Laden e mostram o momento em que o presidente Obama dos EUA, reunido com seus conselheiros assiste à invasão do local em que Bin Laden se escondia.

Entretanto a dúvida permanece na mente dos mais céticos, que não se convenceram da morte do terrorista, pois o governo dos EUA já é mestre em armar situações que não existem.O presidente Bush inclusive reconheceu que quando da invasão do Iraque não havia armas químicas naquele país, motivo que ensejou a guerra que matou o líder arábe Saddam Hussein.

Por último cabe especular ainda sobre o corpo do terrorista Bin Laden que não foi exposto à população para que tivesse certeza absoluta de sua morte.
O que os meios de comunicações mais assistidos insistem em divulgar  é que foi feito exame de DNA no cadáver do terrorista e 99,9%  do resultado afirma ser o próprio Bin Laden que morreu, assim como divulgam uma suposta fotografia do terrorista morto, que é semelhante à uma em que o mesmo estava vivo com a boca entreaberta e que poderia facilmente ser alterada com photoshop.
Enfim o fato é que os EUA cowboy do mundo, dão um tiro no próprio pé ao não exibir o corpo do terrosrista, assim como ao comemorar a sua morte, o que poderá causar a revolta de milhares de mulçumanos e seguidores do terrorista, dando azo à novos atos terroristas e formação de novos discípulos, homens bomba .

Bin Laden a partir de agora transforma-se em uma lenda, queiram ou não, ele permanece mais vivo do que nunca no imaginário coletivo.


Um comentário:

  1. Bin Laden nunca existiu, é um ser imaginário para o suposto terrorismo nos EUA, para que os americanos tomem para si o petróleo que ainda jorra naquela região. Não há corpo, não existe o homem e é tudo conto de fadas. Como um povo de primeiro mundo tão evoluído ainda acredita em Papai Noel e Coelhinho da Páscoa. É fantástico.

    ResponderExcluir

Faça seu comentário