Páginas

16 junho 2009

Saia às Ruas Gilmar Mendes!

Teu dever é lutar pelo Direito, mas no dia em que encontrares o Direito em conflito com a Justiça, luta pela Justiça;
(4º mandamento do advogado)
O Ministro Gilmar Mendes deve sair por que ele julga de acordo com seus interesses pessoais e não baseado na intenção da lei que é distribuir a justiça.
O Ministro deve sair pois é parcial, ou seja, a sua imparcialidade de juiz é extremamente apagada, pois em processos que lhe interessam, tal qual, do banqueiro Daniel Dantas, o suborno e fraude financeira tornam-se crimes de menor potencial ofensivo e deve-se respeitar os direitos humanos não usando algemas em bandidos do colarinho branco enquanto que uma doméstica que furta um xampu passa anos na prisão.
Deve sair por que faz da justiça uma casa de favores aos seus amigos, ou seja, quando a lei que diz quem rouba deve ir preso, ele concede um habeas corpus, para que o criminoso aguarde em liberdade o julgamento.
Deve sair à rua, por que é arbitrário , arrogante e tirano com a sociedade e seus pares, como demonstrado na discussão que teve com o Ministro Joaquim Barbosa, pois onde existe excesso de poder ocorre a tirania.
Sairá as ruas por que não tem condições de ser um verdadeiro juiz insuspeito e imparcial, para julgar demandas de interesse nacional.
Deve sair urgentemente do Supremo Tribunal Federal, pois todo poder emana do povo que o exerce direta ou indiretamente por meio dos seus representantes, e é notório que povo não quer mais essa desmoralização do poder judiciário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário